XVIII Encontro Nacional de Geógrafos

A 128ª REUNIÃO DE GESTÃO COLETIVA DA AGB EM JOÃO PESSOA/PB

Entre os dias 14 e 16 de outubro foi realizada a 128ª Reunião de Gestão Coletiva (RGC), no Laboratório de Interpretação da Imagem e Análise Ambiental (LIIAA/CCEN) UFPB em João Pessoa-PB. Estavam presentes parte da Diretoria Executiva Nacional (DEN) – biênio 2016/18 – e de sete Seções Locais (SL) - SL João Pessoa, SL Aracajú, SL Belo Horizonte, SL Uberlândia, SL Niterói, SL São Paulo e SL Porto Alegre - e da pró-SL ABC, como forma de demonstrar o compromisso com a fundação da SL no interior do Estado de São Paulo, o delegado (sem direito a voto) participou de todo o desenrolar da RGC mediante aprovação dos demais delegados credenciados.

Leia mais...

A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) completa 82 anos de história!

A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) completa 82 anos de história!

 

Reunião da Diretoria Executiva Nacional Biênio 2016-2018.

 (Reunião Diretoria Executiva Nacional da AGB Biênio 2016-2018 18/09/2016)

 

A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) comemora seu 82º aniversário com propósitos de se manter atuante e comprometida com a ciência geográfica. Octogenária, não se tornou ultrapassada: promove o conhecimento científico a partir do diálogo permanente entre geógrafas e geógrafos em todas as linhas de pesquisa. Assim é que, tendo surgido em meados da década de trinta do século passado, a história institucional da entidade está integrada à história da Geografia e do pensamento geográfico brasileiro.

 

Uma Diretoria Executiva Nacional e as várias Seções Locais (com eleições a cada dois anos) formam a estrutura e o corpo da AGB, cuja construção ocorre nas Reuniões de Gestão Coletiva (RGC), nos Grupos de Trabalhos (GT), nos eventos nacionais como o Encontro Nacional de Geógrafos (ENG), que caminha    para a sua XIX edição, o Congresso Nacional de Geógrafos (CBG) e o Encontro Nacional de Ensino de Geografia (Fala Professor), além de nas demais atividades promovidas pelas Seções Locais. A construção se dá também por meio das publicações que a Associação mantém. Boa parte da produção científica da Geografia brasileira encontra-se publicada em Anais de seus Encontros e Congressos, sendo também responsável pela publicação da Revista Terra Livre e do jornal AGB em Debate, somadas a muitas outras publicações das Seções Locais.

 

Hoje a AGB é uma entidade que reúne geógrafos, professores e estudantes preocupados com a promoção do conhecimento científico, filosófico, ético, político e técnico da Geografia para que se possa oferecer à crítica da sociedade uma abordagem geograficamente consistente dos seus/nossos problemas. A AGB está de portas abertas para receber todas e todos que tenham interesse de construir essa historia.

 

  

 A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) - origens, idéias e transformações: notas de uma história. (Charlles da França Antunes) (http://livros01.livrosgratis.com.br/cp127107.pdf)

 Diretoria Executiva Nacional - Biênio 2016-2018.             

                                                                                                                                                          

Carta de São Luís - XVIII Encontro Nacional de Geógrafos

 Carta de São Luís

Nós geógrafas(os) reunidas(os) no XVIII Encontro Nacional dos Geógrafos, “A construção do Brasil: geografia, ação política e democracia” em São Luís-MA, entre os dias 24 e 30 de julho de 2016, posicionamo-nos a respeito da atual situação política do país nesse momento histórico. A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), reafirmando sua perspectiva de compromisso social e político com o desenvolvimento democrático do território brasileiro, faz uma análise crítica e radical da situação atual e compreende que a construção do Brasil apresenta-se nesse momento mais complexa do que o reducionismo espetacularizado pela grande mídia.

Mantemo-nos em posição clara de não alinhamento com posturas conservadoras e reacionárias ao propor a análise do Estado e suas políticas. De fato, pactos políticos que emergiram no início dos anos 2000 estão rompidos, são acirradas as lutas de classe e grupos animam-se em propor retrocessos sociais, políticos e econômicos duramente conquistados.

Analisando o quadro atual, declaramo-nos contra o “impedimento” da presidenta, eleita em 2014, afastada por um golpe político-jurídico-midiático. Mas vamos além, e considerando os aspectos socioespaciais envolvidos nas disputas pelo poder, não só no Brasil, mas em boa parte da América Latina, temos clareza das conquistas e retrocessos que marcam o território brasileiro e que implicam em temáticas traduzidas por lutas sociais candentes: dos conflitos pela demarcação de terras indígenas e quilombolas e o abandono da reforma agrária em favor dos interesses do agronegócio, da indústria e da mineração; dos movimentos sociais urbanos frente à ampliação danegação do direito à cidade e do genocídio da juventude negra e indígena das periferias; contra a financeirização geral da economia, em especial o financiamento da educação superior privada; o violento processo de censura aos professores a partir de movimentos de desideologização da educação, através do movimento escolas sem partido e da lei da mordaça; a criminalização dos movimentos sociais, exacerbada agora com a Lei Antiterrorismo; a violência de gênero e as formas de controle sobre os corpos.

Se por um lado o texto Constitucional é afirmado para fazer valer os direitos das elites, por outro lado o mesmo texto não é respeitado quando se trata do povo. Ataques e descumprimentos à Constituição são históricos e recorrentes, revelando a seletividade do sistema democrático. Vivemos em uma sociedade construída sob bases de uma “democracia racionada”, a qual não é nem totalmente democrática, tampouco é totalmente uma ditadura.

 Reafirmamos o compromisso da AGB com as lutas populares e nos somamos aos que, nas ruas, nas greves, nas salas de aula, no seu cotidiano buscam contribuir para a construção de uma sociedade justa, democrática e igualitária.

 

FORA TEMER! ABAIXO O GOLPE POLÍTICO-JURÍDICO-MIDIÁTICO! 

Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB)                                   

XVIII Encontro Nacional dos Geógrafos

“A construção do Brasil: geografia, ação política e democracia”

24 a 30 de Julho de 2016

UFMA – São Luís/MA

Nota de Repúdio a Proposta Emenda Constitucional 241/2016

Nota de Repúdio a Proposta Emenda Constitucional 241/2016
 
A Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB) repudia veementemente o encaminhamento da PEC 241/2016 ao Congresso Nacional, e convoca a comunidade geográfica a se posicionar contrariamente ao retrocesso político e aos ataques aos direitos básicos da sociedade brasileira.
O Governo Federal interino enviou ao Congresso, no dia 15 de junho de 2016, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 241/2016) que determinará o congelamento dos gastos sociais por 20 anos. Investimentos em Educação, Saúde e Previdência, direitos básicos e garantidos pela Constituição, passarão a ter um teto limitado a valores dos anos anteriores corrigidos apenas pela inflação. A aprovação desta proposta produzirá  drástica  redução dos recursos, o que inviabiliza  a manutenção de um sistema público de educação e saúde que já se apresentam com problemas centrais de qualidade e que, mesmo sem cortes, já aviltam a vida humana. A proposta atinge sobremaneira a Constituição de 1988 e levará ao desmantelamento do Estado, a perda de garantias sociais conquistadas e que até então foram timidamente implementadas pelos poderes públicos. A PEC 241 propõe, desta forma, a privatização dos sistemas de educação e saúde e obrigará os trabalhadores ao pagamento de serviços públicos que constitucionalmente são obrigações do Estado.
Desnuda-se claramente que o golpe parlamentar que nos impõe um Presidente sem nenhuma legitimidade se estabelece com o fortalecimento do pacto neoliberal que conduz à privatização e à perda de direitos sociais. A proposta do governo Temer, interino e ilegítimo, é a do Estado Mínimo, que coloca educação e saúde como mercadorias, eliminando políticas públicas que se consolidaram como bens públicos e direitos universais. Conclamamos geógrafas e geógrafos a se posicionarem frente a este grave ataque aos princípios da Constituição, uma vez que estes cortes de recursos representam a redução de benefícios, destituição de direitos, seja no mundo do trabalho, seja nas políticas sociais e na completa deterioração dos serviços públicos.  
A AGB, por sua história de defesa de direitos sociais no Brasil e pelo seu comprometimento na construção de uma sociedade justa e igualitária, não pode se esquivar deste debate e da tomada de decisão frente a este momento político e às perversas consequências da PEC 241/2016. Desta forma, propõe que as Seções Locais e os GTs se manifestem perante os desafios desta nova conjuntura e se somem às forças comprometidas no combate ao governo golpista e na defesa da democracia e respeito à Constituição de 1988.

Associação de Geógrafos Brasileiros
Diretoria Executiva Nacional 
Biênio 2016-2018

Link da proposta de Emenda Constitucional: 

Nova Diretoria Executiva Nacional da AGB

Caros Agebeanos, 
no último dia 30 de julho de 2016, na Plenária Final do XVIII Encontro Nacional de Geógrafos, em São Luís do Maranhão, no Auditório Paulo Freire da Universidade Federal do Maranhão, foi eleita a nova Diretoria Executiva Nacional da AGB.
Abaixo a nominata da chapa eleita por aclamação:
 
Diretoria Executiva Nacional da Associação dos Geógrafos Brasileiros, biênio 2016-2018

Coletivo de presidência - Presidente: José Gilberto de Souza (SL São Paulo/Pró SL Rio Claro) e Vice Presidente: Thalismar Matias Gonçalves (SL Vitória)

Coletivo de secretaria - 1ª Secretária: Natália Freire Bellentani (SL São Paulo/ Pró SL Rio Claro) e 2° Secretário: Luis Henrique Ribeiro (SL Rio de Janeiro)

Coletivo de tesouraria - 1° Tesoureiro: Wagner Scopel Falcão (SL Vitória) e 2° Tesoureiro: Pedro Luiz Damião (SL São Paulo)

Coletivo de publicações - Coordenador de Publicações/Suplente: Renato Emerson dos Santos (SL Rio de Janeiro) e Lara Schmitt Caccia (SL Porto Alegre)

Coletivo de comunicações - Akene Shionara (SL João Pessoa); Larissa Arvelos (SL Uberlândia) e Bruno Fernandes Magalhães de Oliveira (SL Belo Horizinte)

Coletivo de Articulação dos Grupos de Trabalho - Gabriel de Melo Neto (SL Catalão) e Theo Soares de Lima (SL Porto Alegre)



Confira a proposta de trabalho da nova diretoria no link abaixo.
Saudações para a nova diretoria e para todos os agebeanos!
Attachments:
Download this file (PROGRAMA DEN AGB 16-18.pdf)PROGRAMA DEN AGB 16-18.pdf[ ]212 kB

Pagina 1 de 6

Sub-categorias

História da AGB

Docs / SupportAqui você pode encontrar um pouco mais sobre a história da AGB e sua ata de fundação.

Leia mais...

Legislação / Estatuto

Docs / SupportVeja aqui a legislação que regulamenta a profissão de geógrafo, o estatuto da AGB e como criar uma Seção Local da AGB.

Leia mais...

Contato

icon-contatoAqui você pode verificar os meios para entrar em contato com a AGB.

Saiba mais aqui...

Free business joomla templates