Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/a9985/public_html/plugins/system/piwik/piwik.php on line 71
Associação dos Geógrafos Brasileiros - Página principal
Página Principal

XVIII Encontro Nacional de Geógrafos

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB – SÃO PAULO – 18/10/2014

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA AGB

SÃO PAULO – 18/10/2014

 

 Comissão Organizadora da Assembleia Geral Extraordinária da AGB: Eduardo Carlini (AGB-São Paulo), Lara Schmitt Caccia (AGB-Porto Alegre) e Paulo Alentejano (AGB-Rio de Janeiro).

1. Abertura

 

  • Leitura da convocatória da Assembleia Extraordinária da AGB pela Comissão Organizadora da Assembleia.

Convocatória da Assembleia Extraordinária da AGB:

Diante da inexistência de Chapa para a eleição da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014-2016, a Assembleia Geral Ordinária realizada em Vitória no dia 16 de agosto de 2014, com fundamento no artigo 65, combinado com o artigo 16 e seguintes do Estatuto da AGB, deliberou pela convocação de Assembleia Geral Extraordinária para o dia 18 de outubro de 2014 às

14h na Sede da AGB, na Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo-SP, na (Av. Lineu Prestes, 338 – Geografia/História – Cidade Universitária).

Os associados presentes à Assembleia do dia 16 de Agosto de 2014 deliberaram que a Assembleia

Geral Extraordinária do dia 18 de outubro de 2014 terá três pontos de Pauta:

1. Eleição da Diretoria Executiva Nacional da AGB para o biênio 2014-2016;

2. Eleição do Representante da AGB no Sistema Confea-Creas;

3. Sede do 18º Encontro Nacional de Geógrafos.

 

Leia mais...

Os mapas e a (des)construção dos dois Brasis

Acesse o link e leia o texto da AGB Campinas sobre os resultados eleitorais, motivado pelos recentes acontecimentos políticos.

http://agbcampinas.com.br/site/2014/doisbrasis/

 

Prosa Geográfica - Breve ensaio de uma década da AGB - Viçosa

Conheça a Prosa Geográfica, o informativo da AGB Seção Local Viçosa, especial 10 anos.

Attachments:
Download this file (Prosa Geográfica_AGB_Viçosa.pdf)Prosa Geográfica_AGB_Viçosa.pdf[ ]1170 kB

Convocatória da 120ª RGC

Veja a Convocatória da 120ª RGC.

Attachments:
Download this file (Convocatoria_120_RGC.pdf)Convocatoria_120_RGC.pdf[ ]82 kB

Crise hídrica, uma crise política

 

 

 

 

(Governador Geraldo Alckmin (PSDB) faz ato para “inaugurar” o uso do volume morto. Foto: Agência O Globo)

 

Crise hídrica, uma crise política

Em meio ao alastramento da crise hídrica no estado de São Paulo — cujos impactos vão sendo sentidos cada vez mais em nossa cidade e anunciam uma calamidade pública — cabe analisar suas razões e combater o entendimento, aparentemente dominante, de que a falta d’água na casa das pessoas tem origem natural. A crise hídrica é uma questão política, e não climática.

 Há tempos, a organização do espaço em que vivemos não é mais “refém” das dinâmicas da natureza. Nosso território é organizado e usado pela sociedade, segundo suas intenções e seus projetos, superando percalços e dificuldades colocadas pela base natural originária. A vida de dezenas de milhões de pessoas na macrometrópole paulista (da qual fazem parte as regiões metropolitanas de Campinas e de São Paulo) somente é possível graças aos grandes sistemas técnicos e obras de engenharia, que, por sua vez, exigem manutenção constante para que não entrem em colapso. Como já dizia o geógrafo francês Hilderbert Isnard, na década de 1970, não há mais espaços naturais — todo o espaço terrestre é organizado pelo homem. Em grande medida, as pessoas moram, trabalham, alimentam-se e possuem (ou não) água devido ao planejamento e à política que certos grupos e agentes aplicam e impõem.

No caso da atual crise hídrica, esse entendimento é essencial: o que está em crise é o abastecimento de água “planejado” (de forma desastrosa) pelos governantes dos estados. A crise hídrica se deve às falhas na organização desse sistema de abastecimento, que sabíamos — nós e os governantes — estar em colapso há mais de dez anos. Culpar a falta de chuvas é uma fuga típica (já utilizada em 2001 para justificar o racionamento de energia elétrica), que só é possível graças ao imenso silêncio midiático em torno das responsabilidades do governador reeleito de nosso estado, Geraldo Alckmin (PSDB), e da empresa responsável pelo abastecimento de água do estado, a Companhia de Saneamento Básico (Sabesp).

Leia mais...

Pagina 13 de 21

História da AGB

Docs / SupportAqui você pode encontrar um pouco mais sobre a história da AGB e sua ata de fundação.

Leia mais...

Legislação / Estatuto

Docs / SupportVeja aqui a legislação que regulamenta a profissão de geógrafo, o estatuto da AGB e como criar uma Seção Local da AGB.

Leia mais...

Contato

icon-contatoAqui você pode verificar os meios para entrar em contato com a AGB.

Saiba mais aqui...

Free business joomla templates